Archives for assessoria de imprensa

Produza conteúdo focado em benefícios e venda mais

Venha conferir uma dica poderosa: sempre, sempre, foque a comunicação nos benefícios para o seu consumidor.Pare de falar do produto. Confira estudo de caso de escola de teatro.
 
Os posts das mídias sociais, os banners, campanhas de Google Adword,  email marketing e  Assessoria de Imprensa precisam abordar o benefício para o aluno: aprenda uma profissão em 2 anos e meio na escola referência em formação de atores na cidade “x”.
Na descrição do curso no site e folder, foque no benefício: seja ator profissional em 2 anos e meio, com certificado da escola tradicional e renomada em Artes Cênicas no estado “y”.
 
Vai fazer uma ação de Assessoria de Imprensa? Esse benefício “aprenda a profissão de ator em 2 anos e meio” será abordado com exemplos ilustrativos do benefício, ou seja, cite fatos que sustentem a expressão “formação profissional”. Um exemplo: a cada seis meses os alunos apresentam um espetáculo em uma mostra, em 2 anos e meio serão 5 espetáculos abertos ao público, em teatro próprio da escola. Isso reforça um dos principais benefícios de ensinar  a ser ator, unindo prática e teoria. 
 
Na ação de Relações Públicas e ações comerciais, quando abordar os potenciais clientes  (alunos e pais de alunos) comunique os benefícios acima mencionados, além de acrescentar outros:  rotina e grade curricular; corpo docente composto por profissionais renomados e ativos no mercado de teatro; toda a infra-estrutura. E  como a cereja do bolo,  cite um diferencial que somente a sua escola tem, e aqui só vale argumento verdadeiro, nada de florear. A escola em questão tem  o compromisso com o  suporte emocional aos alunos, o que  nessa carreira que mexe profundamente com a capacidade criativa  é um benefício relevante . Comprova-se esse discurso mostrando que muitos coordenadores e professores têm formação em Psicologa e Artes Cênicas, e também com processos que trarão fatos reais  do que foi  trabalhado com cada aluno: avaliação periódica do que melhorou e do que precisa ser mais trabalhado.
 
Em resumo, todas as peças  de comunicação  e todos os discursos de vendas precisam mostrar claramente os benefícios  que a empresa entrega. Uma vez que esses benefícios são memorizados, serão associadas à  marca, facilitando as vendas.
 Autora do artigo: jornalista e assessora de imprensa curitibana, Jaqueline Pereira (diretora do Jaqueline Pereira Comunicação).

Clipping de assessoria de imprensa profissional liberal (Jornal Gazeta do Povo)

2016-CLIPPING MARIA DA GRACA PADILHA

Atendemos vários clientes   profissionais liberais.

Confira  matéria recentemente publicada no Jornal Gazeta do Povo. Colaboramos com essa reportagem da Gazeta do Povo, disponibilizando a psicóloga Maria da Graça Padilha para conceder entrevista.

Matéria publicada no Jornal Gazeta do Povo, 23/05/2016, reportagem de Eloá Cruz.

http://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/filhos/quero-ser-youtuber-quando-crescer

Mamãe, quero ser youtuber!

Por  ELOÁ CRUZ

Como os pais devem lidar com a escolha dos filhos de seguir uma profissão ligada ao mundo digital

http://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/filhos/quero-ser-youtuber-quando-crescer

23 DE MAIO DE 2016

Felipe Calixto, de 15 anos, criou seu primeiro canal com 11 anos e tem ajuda da mãe, Letícia. (Foto:Letícia Akemi/Gazeta do Povo)

mundo digital parece transformar a cabeça das novas gerações numa velocidade cada vez maior. Se uma criança pequena já tem total habilidade para mexer em smartphones etablets, é de se esperar que as profissões ligadas a tecnologia chamem a atenção dos jovens muito mais que as tradicionais como bombeiro, professor e veterinário.

O youtuber Felipe Calixto, de 15 anos, criou seu primeiro canal num site de compartilhamento de vídeos com apenas 11 anos. A vontade de gravar veio quando Felipe assistiu a um vídeo de uma mulher brincando com bonecos. “Eu achei tão legal que queria fazer o mesmo. Ganhei os bonecos e já comecei a gravar”, confessa o adolescente.

Quando Felipe começou a postar vídeos, a mãe dele, a empresária Letícia Calixto Calil, de 43 anos, achava que era somente uma brincadeira. “Ela não sabia o que era Youtube de verdade, mas fui explicando como funcionava aos poucos”, diz o filho. Em mais ou menos seis meses, Felipe conquistou um público considerável, fez outro canal – esse então mais profissional, saiu de trás das câmeras e atualmente tem mais de 240 mil seguidores.

Com toda a experiência em vídeo, conquistada na brincadeira, Felipe já deixou claro para a mãe que quer continuar fazendo seus vídeos quando ficar mais velho. Com a exposição na internet, Letícia explica que conversa bastante com o filho, pois “é difícil agradar todo mundo, ainda mais jovens de 15 anos”.

 

A mãe incentiva o desejo do filho, mesmo sabendo que a profissão de youtuber é nova e não se sabe ao certo quanto tempo ela vai durar, pois as maneiras de se comunicar na internet mudam muito rápido. “Espero que dure ainda por muito tempo porque meu filho adora isso. Mesmo assim, eu gostaria que ele tivesse uma outra profissão”, conta.

Diálogo é sempre a melhor opção

Além de youtubers, outras profissões como analistas de SEO e agentes de memes também ganharam seu espaço no mercado atual. A psicoterapeuta especialista em infância e adolescência, Vera Regina Miranda, afirma que os pais devem ouvir com interesse a escolha das crianças e perguntar o que a atividade faz em si, quais as habilidades requisitadas.

Para ela, é preciso que os pais busquem informações para conhecer melhor sobre as profissões mais novas. “O mundo virou digital e é preciso saber dialogar entrando no universo do filho. Atacar suas escolhas, sem subsídios pode gerar afastamento e posterior fuga da comunicação do filho com os pais”, ressalta a especialista.

Tudo ponderado

Para a psicóloga Maria da Graça Padilha, é preciso ter limites no uso da internet. “O mundo é muito mais do que uma tela de computador, tablet, celular. É necessário incentivo aos relacionamentos ao vivo e a cores, assim como a outras atividades longe das referidas telas”, alerta. Segundo a profissional, cabe aos pais proporcionarem outras atividades, concorrentes ao mundo digital, desde que o filho é pequeno.

10 dicas de Assessoria de Imprensa para turbinar marketing de carreiras e empresas

 

O tema tem sido apresentado na palestra “Assessoria de Imprensa como ferramenta de marketing” pela jornalista Jaqueline Pereira (assessora de imprensa, jornalista, professora do Centro Europeu) em palestras e seminários em Curitiba, desde 2011.

A jornalista  foi a convidada  do Ponto de Encontro Profissionais de Marketing para falar sobre o tema em 24/04/2013,em evento  promovido  mensalmente pela Ponto Pessoal (primeira agência de marketing pessoal do país), na Livraria Cultura, no Shopping Curitiba. Jaqueline é vencedora do I PRÊMIO GBG MULHER EMPREENDEDORA 2014 (programa oficial do Google/Google Business Group Curitiba), primeira brasileira a ser agraciada com o prêmio.

(Curitiba 24/04/2013 ) – Durante a palestra “Assessoria de Imprensa como ferramenta de marketing” a jornalista Jaqueline Pereira, apresentou as boas práticas de assessoria de imprensa para resolver os desafios concretos da exposição de carreiras e empresas em espaços editoriais (jornais, revistas, TVs, rádios, sites e portais noticiosos).

“As empresas e  os profissionais autônomos precisam comunicar ao mercado histórias relevantes que retratam serviços e talentos que façam a diferença para o cliente, para a sociedade”, recomenda Jaqueline. Ela completa ainda: “a assessoria de imprensa tem a função de fazer a ponte entre empresa-imprensa; gestão das relações com a imprensa; despertar o interesse dos jornalistas para  que as histórias relevantes sejam notícia positiva  ”, explica.

Conheça 10 dicas  de Assessoria de  Imprensa como ferramenta de marketing a favor da boa reputação de carreiras e  empresas.

O  “quarto poder”

A imprensa tem o poder de vigiar, construir, destruir e reconstruir marcas. O jornalista no exercício profissional tem o compromisso moral  com a  busca da verdade. Segundo  Thomaz Jefferson,   terceiro presidente dos  EUA (1787),  “Se coubesse a mim decidir se devêssemos ter governos sem jornais ou jornais sem governos, não hesitaria em preferir o último”.

O que é por que usar assessoria de imprensa

O serviço especializado de relacionamento e divulgação de notícias se propõe a contar a “história” da empresa aos jornalistas, colaborando para que as empresas figurem positivamente nos espaços editoriais e construam bons relacionamentos com jornalistas. E como consequência a marca mencionada na imprensa multiplica as oportunidades de negócios, parcerias e ascensão profissional.

Assessoria de imprensa ou espaço publicitário

Quando a empresa precisa contar a sua notícia em  espaços editoriais do seu segmento, a assessoria de imprensa é a opção mais acertada. Entretanto, considere que em tratando de mídia espontânea  inexiste o controle tanto do teor quanto da data da publicação. Já o anúncio publicitário permite o controle absoluto da mensagem, data e espaço de publicação, utilizando o apelo publicitário.

A cobiçada notícia

Para ser notícia positiva, tenha em mente que sua história (produto ou talento profissional) precisa atender a pelo menos dois a três critérios jornalísticos considerados na distinção que os jornalistas fazem do que é ou não notícia. Entre esses parâmetros estão: o ineditismo,  o incomum, a  utilidade pública da informação, o volume de pessoas afetadas,  tipo de expressão   (se cultural, se econômica, se tendências de grupos),  repercussão/impacto  na vida cotidiana do leitor, celebridade, serviços/produtos inéditos.

O valor da mídia espontânea

Quando uma empresa ou profissional  figura em espaços editoriais, isto  funciona como a melhor propaganda que se pode conquistar. Porque se trata de um reconhecimento do quarto poder.

Oportunidades de visibilidade

Mídia espontânea se conquista com informação relevante, de interesse público  e com informação precisa e bem apurada. O plano de presença na imprensa deve incluir ações novas vinculadas ao setor da sua empresa, a exemplo de criação de eventos, situações e aparições, projetos culturais, iniciativas diferenciadas no seu segmento econômico ou profissional.

Apoio da Assessoria de Imprensa  em crises imagem

Nos momentos de eventuais incidentes, erros, escândalos e boatos, a assessoria de imprensa pode ajudar na  defesa de uma marca frente à imprensa, construindo canais de diálogo com jornalistas e opinião pública – auxiliando a atender profissionalmente às demandas da imprensa  com os seus tempos curtos de resposta.

Chamado para entrevista, e agora?

Antes de entrevistas o melhor conselho resume-se em uma palavra:preparação. O ideal é que o entrevistado responda junto com a diretoria da empresa às cinco perguntas básicas relativas ao tema da  matéria: O que é ou aconteceu? Quando aconteceu? Como aconteceu?  Onde aconteceu? Por que aconteceu?  A quem interessou/afetou? Todas as perguntas da entrevista serão variações dessas seis.

Por que ter assessor de imprensa

Considerando  a importância e a complexidade dos veículos de comunicação para a  criação de referências positivas perante à  opinião pública,  o profissional mais preparado  para dialogar  com a imprensa – a respeito da sua empresa –   é outro jornalista, o assessor de imprensa.

Imagem é tudo, cada detalhe

A presença nas redes sociais é responsável pela primeira impressão que os jornalistas têm de você. A presença nas redes sociais precisa agregar informação relevante, e que seja espelho da sua imagem verdadeira, positiva. È importantíssimo que todas  as redes sociais sejam utilizadas  adequadamente, comunicando sua imagem de forma assertiva, coerente e discreta. Já o contrário pode arranhar  a  imagem profissional e de empresas. Como premissa deve-se ter em mente não  divulgar  nada que você não faria na vida real. Afinal imagem é tudo, cada detalhe. E a sua ou da empresa é formada tanto pela  postura aceitável socialmente que se demonstra no ambiente corporativo quanto na  imagem impressa nas atitudes e experiências da vida pessoal.

Perfil Jaqueline Pereira – é jornalista (graduada pela PUC-PR), palestrante, especialista em Comunicação Jornalística pela Cásper Líbero, assessora de imprensa com 20 anos de experiência em Curitiba e São Paulo, professora de marketing (Cursos Centro Europeu),especialista em marketing com ênfase em empreendedorismo. Foi editora de informativos da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (2010);  repórter e editora de prestigiadas TVs. Vencedora do I Prêmio GBG Mulher Empreendedora 2014 (programa oficial Google, promoção Google Business Group Curitiba).

Vamos conversar sobre assessoria de imprensa e como dar destaque a sua marca na imprensa?

 

*Autorizada a reprodução do texto com citação da  fonte: Jaqueline Pereira, jornalista, palestrante, assessora de imprensa. www.jaquelinepereira.com.br

Assessoria de Imprensa - Curitiba

 

DICAS PARA QUEM PRETENDE CONTRATAR UMA ASSESSORIA!

ilustra-assessoria-publicidade
 
Sete dicas de Assessoria de Imprensa do Manual de Assessoria de Comunicação da Fenaj
 
Esse manual traz uma boa visão das atividades desempenhadas por uma Assessoria de Imprensa, pela Assessoria de Comunicação. O manual é de 2007, embora a comunicação tenha se desenvolvido profundamente, a essência do trabalho de Assessoria de Imprensa está bem pontuada nesse manual. Esse “textão” vale a leitura.
 
 
A informação de qualidade costuma ser uma ferramenta
fundamental para todo e qualquer veículo de comunicação.
Nesse sentido, o preparo das fontes/empresas/instituições
para produzir informação qualificada, passa
obrigatoriamente pela contratação de um jornalista. Esse
profissional que compreende e conhece as peculiaridades das
redações e sabe captar o que é de interesse dos veículos e
da sociedade, poderá atuar de forma eficiente para projetar
a importância do trabalho de determinada
fonte/empresa/instituição.
 
O que é necessário saber:
– A Assessoria de Imprensa não é departamento de vendas. Sua função não é vender produtos, mas sedimentar marcas e idéias.
– Editorial é diferente de publicidade. O espaço editorial não tem preço (editorial de moda, beleza, lançamentos),
por essa razão tem mais credibilidade do que a publicidade. No editorial a opinião é a do jornalista, o
que isenta a empresa de suspeita de autopromoção e valorização.
– Cargo de Confiança – Assessoria de Imprensa lida com informações. Portanto, precisa saber tudo que se passa
na empresa/instituição. Contrate um jornalista de sua confiança.
– Contrato de Trabalho – É usual o pagamento mensal para serviços de Assessoria de Imprensa. Pode-se, também,
contratar por “jobs”. Em ambos os casos a orientação é que seja feito um contrato de trabalho detalhando
período e tarefas. É aconselhável a contratação dos serviços por um mínimo de seis meses, para que se
alcance resultados satisfatórios.
– Mídia Training – A empresa que conhece o funcionamento da mídia tem melhores condições de atendê-la com
eficiência. Por isso, deve solicitar um treinamento específico sobre o assunto (mídia training).
– Repórter não é inimigo – Algumas fontes demonstram constrangimento e medo em atender a imprensa. Se a
situação é ou não de crise, a melhor maneira de atender à imprensa é ser autêntico, transparente e objetivo.
Oriente-se com seu Assessor de Imprensa antes de falar
ao repórter.
– Disponibilidade para com a imprensa – Não adianta contratar uma Assessoria se a fonte não tem tempo para
atender as solicitações da imprensa e de seu Assessor. O processo de comunicação exige antes de tudo, tempo e
dedicação.
*Fonte:Manual de Assessoria de Comunicação e Imprensa, da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas).
 
Para ler o documento na íntegra
 
Quer saber como a Assessoria de Imprensa pode potencializar a divulgação da sua empresa? Da sua carreira?
 
Fale conosco: contato@jaquelinepereira.com.br

7 dicas para evitar crise de imagem nas redes sociais e imprensa

Considerando  o caso de crise de imagem e chuva de comentários sobre o desempenho da Glória Pires na cobertura da cerimônia de entrega do Oscar, decidi publicar algumas dicas preciosas para evitar sérios prejuízos na gestão de crise de imagem. Invista na prevenção à crise de imagem.
Errar é humano. Corrigir e responder assertivamente na internet é uma desafio e tanto.Maior desafio ainda quando se é uma personalidade como a atriz Glória Pires.

Parabéns à Glória Pires pela resposta rápida e transparente – vídeo depoimento – à avalanche de memes e críticas ao seu desempenho enquanto comentarista na transmissão da Rede Globo na entrega do Oscar, no último domingo.
Isso é gestão de crise de imagem com maturidade.
No fogo cruzado da internet, muitas vezes o vídeo com depoimento do envolvido na matéria/críticas pode ser muito eficiente em um primeiro momento.
A Assessoria de Imprensa da atriz ainda terá muito trabalho pela frente. E a atriz ainda vai se deparar muitas vezes com jornalistas perguntando sobre esse episódio.
Ossos do ofício, ônus do erro.

 Sete dicas para evitar e gerenciar crises de imagem das redes sociais e na imprensa

Você deve estar pensando, não sou uma Glória Pires, sou uma pessoa comum, tenho uma empresa comum, sou um funcionário comum.  Mesmo assim pode ser muito útil refletir sobre seu comportamento nas redes sociais e  evitar que pequenos deslizes tragam grandes prejuízos. 
 
1. Cuidado e sobriedade com a postura da empresa, funcionários e sócios nas redes sociais: o que curte, o que compartilha, o que comenta e como comenta.  Todo esse histórico nas redes sociais será associado à sua imagem pessoal. Comentários pessoais exagerados podem arranhar a sua imagem e as suas relações pessoais e profissionais. 
2. Ortografia é um campo perigoso. Uma palavra mal escrita, um verbo mal conjugado, uma concordância verbal e nominal mal feita compromete e muito a sua imagem. Há quem diga que pretendentes  afetivos que maltratam o português são descartados. E candidatos à vagas em seleções também são eliminados.
3.Uma fotografia de um executivo na praia “sem camisa” ou uma executiva “de biquini” podem causar um grande mal estar, redução da respeitabilidade, gerando comentários negativos e ofensivos.
 
4. Atenção às suas interações  no mundo real (offline): reputação é tudo, é cada detalhe. Se você não quer que notícias e vídeos e situações ruins sejam divulgados, evite que eles aconteçam. Caso ocorram os  resolva da melhor forma – da forma mais ética e rápida possível.
 
5.Comente como  gostaria que comentassem sobre  você: não é porque é uma prática comum –   xingamentos e difamações  em grupos fechados no Facebook ou abertamente no mural-   que isso esteja certo. Seja coerente, compassivo,  empático. Coloque-se no lugar da pessoa citada no post  no qual  vai comentar. Se você extrapolar os limites, você sofre  consequências. A primeira é a sua imagem  que ficará  afetada por sua postura pouco equilibrada. A segunda consequência nem sempre acontece mas há  riscos de ser alvo de processo movido pela pessoa “difamada”. Já vi uma terapeuta holística difamar outro profissional e usar a linguagem chula, e quando questionada  sobre o  por quê ter atacado  uma pessoa com essa baixa linguagem, ela respondeu: “todo mundo faz”. Respondi que esse “todo mundo” é constituído de pessoas que acham normal difamar e dos que  não acham normal e que essa postura afastará  clientes potenciais. 
 
6. Se você, ou sua empresa, seu produto, ou sua empresa forem mencionados em matéria negativa na imprensa ou nas redes sociais, mantenha calma, sangue frio. Analise bem como deve responder, mensure as consequências em cada resposta escolhida. Havendo dúvidas, procure a orientação de dois profissionais: um advogado e um assessor de imprensa. Um cuidará da análise jurídica e o outro da comunicação online e offline.
Dois casos notórios recentes de crise de imagem que iniciaram nas redes sociais e afetaram os negócios, tamanha projeção negativa que as vítimas reportaram nas redes sociais e tamanho amadorismo das empresas mencionadas em se posicionar nas redes: o bar paulistano  “Quitandinha” e o curitibano Phoenix American Mex (curitibano). Ambos ficaram com fama negativa nacionalmente, registrada em centenas de links negativos no Google, Facebook.
 
7. A máxima educação e sabedoria precisam nortear toda a comunicação da empresa tanto nos ambientes online quanto offline, independente de quem esteja com a razão – seja o cliente, seja a empresa. Sempre existe uma forma de resolver com bom senso e conciliação entre as partes. Isso chama-se  ética e respeito.
 
Imagem é tudo, cada detalhe, cada atitude, cada omissão. Agir por impulso é perigoso para a sua reputação pessoal e para reputação profissional.
Até o próximo post!
Um abraço, da Jaqueline Pereira
(jornalista, assessora de imprensa, professora, palestrante, especialista em marketing com ênfase em empreendedorismo, especialista em comunicação jornalística).

Leia mais

Assessoria de Imprensa pequenas empresas, Blogs pequenas empresas, Redes Sociais pequenas empresas

Assessoria de imprensa curtibana, Jaqueline Pereira

Assessoria de imprensa curitibana, Jaqueline Pereira

Veja como podemos ajudar a criar mais empatia com consumidores:  bom blog, boas redes sociais,  boa  Assessoria de Imprensa.

Ter um bom blog e  mantê-lo  atualizado equivale a  dar  um  “alô ao seu potencial cliente” várias vezes por semana, é ser mais bem localizado por  clientes interessados no seu produto/serviço.

Venha conhecer os bons motivos para você deixar

seu blog e suas redes sociais com a gente! 

Faremos propaganda   inteligente. Ressaltaremos  sutilmente os diferenciais da sua empresa sob o ponto de vista de quais problemas o internauta resolve ao  comprar de você.

O seu blog pode estar  dentro do site da empresa,   ou pode estar  em uma plataforma gratuita, ou pode ainda ser somente um plano. Criamos do zero ou melhoramos o seu que estiver no ar.Atualizaremos  uma vez por semana se você for  prestador de serviço, profissional liberal. Se o seu negócio é  varejo   sugerimos atualização de duas a três vezes por semana.Planejaremos  os posts,  quantidade, conteúdo, tudo alinhado à  sua política comercial. Cuidaremos de tudo – texto, fotos, cartazes, publicação e anúncios.

Também atendemos as redes sociais com esse mesmo esmero e profissionalismo.

 Nossos Planos são acessíveis às Pequenas Empresas, a partir de R$600 mensal.  Leia mais

Planos Redes Sociais, Assessoria de Imprensa (Curitiba), Marketing de Conteúdo

18 anos de experiência em  Assessoria de Imprensa e Marketing de Conteúdo para  pequenas empresas, em Curitiba e São Paulo

Colocamos   empresas, profissionais liberais,  produtos  e serviços na imprensa (mídia espontânea),  buscadores, redes sociais, sites,  de  forma estratégica e alinhada às metas da sua área de vendas.


PLANOS DE ASSESSORIA DE IMPRENSA/MÍDIA ESPONTÂNEA


Jaqueline Pereira - Assessoria de Imprensa em Curitiba e São Paulo

Planos promocionais até outubro/2017. Agende apresentação por Skype/Chat Facebook:contato@jaquelinepereira.com.br


PLANOS PARA REDES SOCIAIS ( MARKETING DE CONTEÚDO)

Planos a partir de R$800/mensal (estratégias + textos e postagem em  Instagram e Facebook).

Planos a partir de R$ 1000/mensal (estratégias +textos e postagem em Instagram e Facebook + design gráfico  cartazes + identidade visual).

*Contrato trimestral. Planos promocionais até outubro/2017. Agende apresentação por Skype/chat Facebook:contato@jaquelinepereira.com.br


WORKSHOPS IN COMPANY 

Assessoria de Imprensa como Ferramenta de Marketing para Empresas e Carreiras

Criando relevância e fidelização de clientes  nas redes sociais

Estratégias de Marketing de Conteúdo

*Valores sob consulta.  Agende apresentação por Skype/chat Facebook:contato@jaquelinepereira.com.br


 CONSULTORIA DE MARKETING

  • Orientação para redes sociais,  com relevância,  fidelização de  clientes e  engajamento.
  • Orientação para estratégias de Assessoria de Imprensa  para aumentar oportunidades,valorizar a empresa/produtos e melhorar posicionamento nos buscadores.
  • Orientação para preparação para entrevistas, relacionamento com imprensa e  boas citações na imprensa.
  • Consultoria em comunicação integrada e marketing para PMEs.

Jaqueline Pereira - Assessoria de Imprensa em Curitiba e São Paulo

Planos promocionais até outubro/2017.

 Planos promocionais até outubro/2017. Agende apresentação por Skype/chat Facebook:contato@jaquelinepereira.com.br