DICAS PARA QUEM PRETENDE CONTRATAR UMA ASSESSORIA!

ilustra-assessoria-publicidade
 
Sete dicas de Assessoria de Imprensa do Manual de Assessoria de Comunicação da Fenaj
 
Esse manual traz uma boa visão das atividades desempenhadas por uma Assessoria de Imprensa, pela Assessoria de Comunicação. O manual é de 2007, embora a comunicação tenha se desenvolvido profundamente, a essência do trabalho de Assessoria de Imprensa está bem pontuada nesse manual. Esse “textão” vale a leitura.
 
 
A informação de qualidade costuma ser uma ferramenta
fundamental para todo e qualquer veículo de comunicação.
Nesse sentido, o preparo das fontes/empresas/instituições
para produzir informação qualificada, passa
obrigatoriamente pela contratação de um jornalista. Esse
profissional que compreende e conhece as peculiaridades das
redações e sabe captar o que é de interesse dos veículos e
da sociedade, poderá atuar de forma eficiente para projetar
a importância do trabalho de determinada
fonte/empresa/instituição.
 
O que é necessário saber:
– A Assessoria de Imprensa não é departamento de vendas. Sua função não é vender produtos, mas sedimentar marcas e idéias.
– Editorial é diferente de publicidade. O espaço editorial não tem preço (editorial de moda, beleza, lançamentos),
por essa razão tem mais credibilidade do que a publicidade. No editorial a opinião é a do jornalista, o
que isenta a empresa de suspeita de autopromoção e valorização.
– Cargo de Confiança – Assessoria de Imprensa lida com informações. Portanto, precisa saber tudo que se passa
na empresa/instituição. Contrate um jornalista de sua confiança.
– Contrato de Trabalho – É usual o pagamento mensal para serviços de Assessoria de Imprensa. Pode-se, também,
contratar por “jobs”. Em ambos os casos a orientação é que seja feito um contrato de trabalho detalhando
período e tarefas. É aconselhável a contratação dos serviços por um mínimo de seis meses, para que se
alcance resultados satisfatórios.
– Mídia Training – A empresa que conhece o funcionamento da mídia tem melhores condições de atendê-la com
eficiência. Por isso, deve solicitar um treinamento específico sobre o assunto (mídia training).
– Repórter não é inimigo – Algumas fontes demonstram constrangimento e medo em atender a imprensa. Se a
situação é ou não de crise, a melhor maneira de atender à imprensa é ser autêntico, transparente e objetivo.
Oriente-se com seu Assessor de Imprensa antes de falar
ao repórter.
– Disponibilidade para com a imprensa – Não adianta contratar uma Assessoria se a fonte não tem tempo para
atender as solicitações da imprensa e de seu Assessor. O processo de comunicação exige antes de tudo, tempo e
dedicação.
*Fonte:Manual de Assessoria de Comunicação e Imprensa, da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas).
 
Para ler o documento na íntegra
 
Quer saber como a Assessoria de Imprensa pode potencializar a divulgação da sua empresa? Da sua carreira?
 
Fale conosco: contato@jaquelinepereira.com.br
Social tagging: > > >

Comments are closed.